10 de junho de 2017 15:34

Pais devem evitar acidentes com fogos de artifício

Instruções são da equipe do Samu

Por Redação

trabalho-socorristaDurante o período junino, pais e responsáveis por crianças e adolescentes devem redobrar a atenção referente aos cuidados no manuseio de fogos de artificio, fogueiras, artefatos que contenham pólvora e demais inflamáveis. As equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) estão em alerta para prestar os primeiros socorros e encaminhar feridos para hospitais de referência – quando em estado grave – e Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) mais próximas do local do incidente.

Os fogos e explosivos além de provocar queimaduras e mutilações podem deixar outras sequelas graves e irreversíveis, como surdez, cegueira, e também levar a morte. É preciso aumentar os cuidados, principalmente para as crianças, idosos, além da população jovem, predominante nos festejos. Por conta disso, é de suma importância uma atuação eficaz e eficiente do serviço pré-hospitalar para prestar o primeiro atendimento, principalmente em relação aos casos mais graves, o que ajudará a minimizar possíveis sequelas e reduzir os riscos de morte.

“Este é o período do ano em que aumenta o índice de queimados na cidade. Isso ocorre por conta da alta exposição das pessoas – em especial crianças – a riscos de acidentes com fogos de artifícios. Portanto, é preciso maior vigilância dos menores que, obviamente, têm o direito à tradicional brincadeira junina, mas o cuidado é essencial. Queimaduras em áreas como face, axilas, mãos, pés, genitália, glúteos e áreas flexoras, podem evoluir para contraturas e comprometimento funcional importante. Devemos atuar com intervenção precoce para minimizar as sequelas”, observa o médico José Roberto Oliveira de Sousa, que há nove anos atua na chefia de Plantão do Samu Metropolitano de Salvador.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*