16 de maio de 2017 20:48

CCZ faz ação para combater ataques de morcegos

Técnicos estiveram no bairro de Santo Antonio

Por Redação

16_05_2017_festa-limpO Centro de Controle de Zoonoses de Salvador (CCZ) reuniu 30 agentes, nesta terça-feira (16), para promover ações preventivas no intuito de evitar novos ataques de morcegos aos moradores do bairro do Santo Antônio. O órgão, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu uma força-tarefa que fez visitas domiciliares para reforçar a vacinação antirrábica de cães e gatos domésticos e identificar abrigos de morcegos. A ação também envolveu pessoas que, porventura, tenham sido expostas ao risco do ataque do mamífero voador.

Entre os profissionais envolvidos estavam biólogos, assistentes sociais, enfermeiros e veterinários. Os bairros da Saúde, Barbalho, Nazaré e Macaúbas serão os próximos a receberem a iniciativa, que também tem caráter educativo e de conscientização. A recomendação para os moradores dessas localidades é que mantenham janelas fechadas durante a noite e façam uso de telas protetoras.

De acordo com CCZ, já foram identificadas 17 pessoas mordidas no Santo Antônio. O chefe de Segurança de Vigilância contra Raiva da SMS, Aroldo Carneiro, afirmou que essa quantidade de morcegos está relacionada ao fato de haver muitos casarões abandonados na região. “Por sua vez, a região não tem animais de grande porte, que são fonte de alimentação dos hematófagos. Na falta deles, os morcegos então buscam morder os cães, gatos e humanos”, explicou.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*