03 de abril de 2017 09:30

Ação oferta bolsas de estudo para mães de crianças com doenças raras

Bahia é contemplada com 5 vagas

Por Redação

O projeto Mães Produtivas, desenvolvido pelo Grupo Ser Educacional em parceria com a Aliança de Mães e Famílias Raras (AMAR), está ofertando novas bolsas para cursos de graduação e especialização via educação a distância (EAD). No total estão sendo ofertadas 40 vagas, distribuídas nos estados de Alagoas, São Paulo, Rio Grande do Norte, Ceará, Bahia e Paraíba.

O projeto foi criado pelo Instituto Ser Educacional para levar a qualificação profissional para essas mães que não podem fazer aulas presenciais, pois são cuidadoras dos filhos. Várias instituições de ensino do grupo oferecerão oportunidades. A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Maceió atenderá as estudantes de Alagoas. Unidades da Faculdade Maurício de Nassau receberão as mães em Campina Grande, João Pessoa, Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte. Já os campi Atibaia, Bragança, Guarulhos, Itaquaquecetuba e Dutra, da Universidade UNG, serão os polos no estado de São Paulo.

As mães de crianças com doenças raras dos estados participantes devem conhecer as graduações pelo site de EAD da UNINASSAU (www.uninassau.edu.br) ou da Universidade UNG (www.ung.br), a depender de onde morem. O primeiro link também é destinado a quem escolher uma unidade da Faculdade Maurício de Nassau. Há opções de cursos de bacharelado, licenciatura e tecnólogo.

Para mais informações, as mães precisam entrar em contato com a AMAR, pelo e-mail amareagir@gmail.com ou pelos telefones (81) 3132-0650, (81) 3462-6444 e (81) 9-8448-8710. Em Recife, também podem ir até esta organização não governamental, localizada no Centro Esportivo Santos Dumont, na Rua Almirante Nelson Fernandes, sem número, Bairro de Boa Viagem, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A pré-seleção das candidatas será pela ONG AMAR, a qual irá analisar a condição das mães com os filhos com microcefalia e doenças raras. Após a triagem, a coordenação de Projetos EAD da UNINASSAU entrará em contato com as candidatas para que elas participem do processo de seleção e inscrição. Realizada a inscrição, elas deverão comparecer ao polo responsável para validar a matrícula e receber as demais instruções. Assim, poderão cursar a graduação via internet, estudando de 8 a 12 horas por semana. Haverá, na sequência, outros encontros aos sábados, em intervalos definidos no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

A iniciativa destaca a importância de desenvolver uma ação que se adeque as necessidades dessas mães, conforme enfatiza o coordenador de Responsabilidade Social do Grupo Ser Educacional, Sérgio Murilo Jr. “Este é um projeto realmente transformador de vidas pois alia o amor à educação”, conclui.

Confira abaixo o número de vagas para cada instituição:

Bahia – 5 vagas
Alagoas – 6 vagas
Ceará – 3 vagas
Campina Grande – 5 vagas
João Pessoa – 5 vagas
Rio Grande do Norte – 5 vagas
São Paulo – 11 vagas

Fonte: Ascom/Grupo Ser Educacional

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.