07 de março de 2017 01:19

Editor de youtubers famosos fala sobre sucesso

Segundo o empresário “público exige qualidade’

Por Redação

unnamedCada vez mais em alta, os youtubers são hoje referência de liberdade criativa e dinheiro no bolso. Nascidos e solidificados na internet, nomes como Christian Figueiredo, Taty Ferreira, do Acidez Feminina e o canal Você Sabia? aumentam dia a dia o número de visualizações de seus vídeos e são disputados por marcas. Porém, por trás de tudo isso, há muito trabalho. E quem ajudou estes e muitos outros youtubers a conquistarem fãs e importância foi o editor de vídeos Lehonardo. Há três anos, o catarinense abandonou a carreira de barista para se dedicar à edição de vídeos. Na época, o mercado estava começando a se consolidar e ainda não era possível pensar que daria tantos frutos quanto hoje.

“Quando editei meu primeiro vídeo os canais ainda engatinhavam, ninguém tinha ainda 1 milhão de inscritos, publicidade por fora do YouTube então era só um sonho. Além disso, muitas vezes os editores faziam o trabalho na ‘brotheragem’, porque a verba, quando existia, era baixíssima. Larguei meu emprego para editar quatro vídeos por 300 reais”, conta o empresário, que hoje tem tem uma produtora especializada em auxiliar os youtubers durante todo o processo de geração do conteúdo.

Como o número de criadores para internet só aumenta, o difícil é se destacar entre tantos. Para Lehonardo, o que vai ser levado para quem está do outro lado da tela é o grande diferencial, afinal, o público está cada vez mais exigente.

“Estamos em 2017, já passamos da época em que o pessoal gravava qualquer coisa na webcam e bombava. Hoje, os seguidores gostam de qualidade aliada a um bom conteúdo. E a edição é sem dúvida um dos pilares para o sucesso nas redes”, afirmou.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*